0% Completo
0/0 Etapas
  1. Objetivo e metodologia
  2. Textos introdutórios
    5 Assuntos
  3. MATEUS 24:1
    📜 Textos - Mateus 24:1
    3 Assuntos
  4. 🎬 Vídeos - Mateus 24:1
    24 Assuntos
  5. MATEUS 24:2
    📜 Textos - Mateus 24:2
    3 Assuntos
  6. 🎬 Vídeos - Mateus 24:2
    42 Assuntos
  7. MATEUS 24:3
    📜 Textos - Mateus 24:3
    3 Assuntos
  8. Mateus 24:3 | Textos complementares
    3 Assuntos
  9. 🎬 Vídeos - Mateus 24:3
    25 Assuntos
  10. MATEUS 24:4
  11. 📜 Textos - Mateus 24:4
    3 Assuntos
  12. 🎬 Vídeos - Mateus 24:4
    13 Assuntos
  13. MATEUS 24:5
  14. 📜 Textos - Mateus 24:5
    3 Assuntos
  15. 🎬 Vídeos - Mateus 24:5
    10 Assuntos
  16. Mateus 24:6
    4 Assuntos
  17. Mateus 24:7
    3 Assuntos
  18. Mateus 24:8
    3 Assuntos
  19. Mateus 24:9
    4 Assuntos
  20. Mateus 24:10
    3 Assuntos
  21. Mateus 24:11
    3 Assuntos
  22. Mateus 24:12
    4 Assuntos
  23. Mateus 24:13
    3 Assuntos
  24. Mateus 24:14
    3 Assuntos

Participantes 1064

  • 11098305728
  • 3amadeiras
  • abigailacq
  • aca-teixeira
  • acrispgo
Mostrar mais
Sala 4, Assuntos 10
Em andamento

Transcrição da intervenção do autor 16/05/2021

Sala Progresso
0% Completo

 

MT 24:1 A estrutura do Ser
Autor 3, Autor 4 (Professor, Educador), Autor 5 Data da reunião: 16/ 05/ 2021
https://portalser.org/a/16-05-2021-a-estrutura-do-ser-video-02/
Temas abordados: mônadas; a indecisão da mônada; tendências; resguardo; enxertia divina; cocriação; processo educativo; redenção espiritual; auxílio divino; gestação divina; plano pedagógico.

 

00:50:45

PERGUNTA: Como o autor está pensando forma e essência? Gostaria que falasse mais sobre isso.

RESPOSTA: A ideia está sendo desenvolvida a partir do princípio filosófico que evoca a unicidade e a descomplexidade existente na substância espiritual de acordo com o princípio doutrinário de que fomos criados simples e ignorantes.

O termo “substância espiritual” parte da ideia filosófica inicial de “substância”, por Aristóteles. Difere-se do conceito de essência. A ideia é desenvolvida com base na filosofia e não na ciência conforme a concebemos, distanciada da filosofia. Mas sabe que sempre haverá esses problemas de linguagem, de cujo desenvolvimento carecemos para melhor nos expormos. É por isso que apontamos para o princípio que gerou a ideia de forma que, conhecendo o princípio, possamos juntos configurá-la de acordo com a evolução do pensamento filosófico sem nos perdermos dos princípios que norteiam esse desenvolvimento.

A abordagem de André Luiz difere-se em fundo, pois trata-se de uma visão mais voltada aos conceitos conforme a ciência, seja a biologia, a medicina em si ou outras ciências. Sendo assim, afirmamos que todos os conceitos traduzem faces de uma verdade. Apresentamos aos irmãos apenas uma dessas faces para unirmos as partes e vermos por inteiro.

Espelho, como nos ensina Paulo na sua famosa relação sobre o ágape.

00:53:30

PERGUNTA: Do que o autor trata quando fala de mônada frágil e indecisa? No instinto há um ensaio para isso, mas pode-se falar em indecisão?

RESPOSTA: Podemos falar de indecisão como o impulso para a busca de equilíbrio.

A indecisão leva o carbono a se complementar com outros átomos e cada indecisão, cada busca, ou seja, cada reflexo magnético de atração, repulsão ou conformidade, levará aquele átomo a compor através de suas 12 indecisões, por assim dizer, compostos imprescindíveis à formação da vida física.

A indecisão, nesse sentido, forma substâncias, até universos, desenvolve a ânsia de vida e leva o homem em busca de Deus, mas não tomeis indecisão por inércia.

00:54:28

PERGUNTA: O autor diz que se forma um campo único e específico de energias e tendências. Que tendências são essas?

RESPOSTA: Tendências falam de uma assinatura única que se desenvolverá para a individualidade em seu sentido moral.

PERGUNTA: Minha dúvida é sobre o resguardo. Resguardado de que? Sabemos da Lei de Causa e Efeito. Mas seria algo do tipo ceitil por ceitil?

RESPOSTA: Ceitil por ceitil é a Lei de Talião. A Lei de Causa Efeito é uma ferramenta do amor, único determinismo de Deus.

00:55:03

PERGUNTA: O autor diz que as duas naturezas estão em evolução. Estamos acompanhando a evolução da matéria, mas não entendi a evolução da essência. Seria a evolução do absoluto? Será que é necessária a enxertia divina para se completar, para ser centelha?

RESPOSTA: Meus irmãos, rendamos graças ao Pai pelo fato de que nossa evolução não está subordinada apenas às nossas capacidades. A enxertia divina, ou seja, a influência das forças eternas do bem e da harmonia seguem e orientam a substância espiritual a partir de sua criação pelo Hálito Divino. Jamais caminhamos apartados de suprema bondade, auxílio e amor incondicional.

00:58:09

COMENTÁRIO DE PARTICIPANTE. Estava vendo no texto o destaque que o autor dá à mão carinhosa do Pai, de que somos resguardados e amados por Deus. Então, todas essas considerações, todo esse trabalho que é feito e Deus está ali, segundo a segundo, continuamente, cuidando de cada coisinha… Nós temos na nossa vida… É só uma analogia, não uma pergunta para o autor. Na nossa vida temos diversos desenvolvimentos. Eu, como professor, tenho um aluno. E como eu cuido desse aluno? Será que eu o resguardo como deveria ser, com a estrutura intrínseca que ele tem para o Criador? Então, em todas as nossas atividades, em tudo o que a gente faça, chamou minha atenção para esse carinho, esse respeito de Deus pela sua obra. E o quanto a gente deve respeitar cada obra que criamos.

COMENTÁRIO DO AUTOR: O autor diz, com lágrimas nos olhos: o irmão captou o fundo filosófico primário do texto. Os processos da educação, através da convivência, são um treinamento amoroso para grandes conquistas de cocriação. Através desta ligação mística entre as partes envolvidas no processo educacional, movimentamos a força do determinismo Divino.

Estamos aptos à comunhão com poderes divinos. Aptos a modificar nossas estruturas pela força dessa comunhão. A educação é o extravasamento dos poderes espirituais pelas sutilezas dos sentidos e da comunicação em sua mais bela face.

Todos os envolvidos estão em ligações muito estreitas uns com os outros e com as forças da harmonia universal. Portanto, educadores, tendes mandato divino! Tendes a atenção do próprio Cristo e de todos os seus prepostos em favor de tua tarefa, que é a verdadeira tarefa da redenção espiritual! Regozijai-vos! Tendes o Cristo por companhia! Tendes os anjos por consultores e todos aqueles que vivem a Lei por auxiliares! Vossa tarefa árdua recebe de Deus investimento generoso, esplendoroso! Portanto, trabalheis conhecendo o vosso salário perante a eternidade.

Eleonora comenta que esta última parte foi um outro autor que não o 3. Autor 4, Professor, Educador.

 

01:07:45

Somos longamente gestados pelo amor do Pai até a Cruz, onde o parto nos faz nascer para as claridades da ressurreição.

01:14:04

(Autor 5)

O plano pedagógico do Mestre é tão grande, perpassa pelo tempo

E vemos mesmo nos quadros rupestres a forma de educar pelo entretempo

Foge da consequência, que é didática, tanto os que se distraem no estoicismo

Vemos filosofia que, na prática, verte do fundo só materialismo

Abre, enfim, um baú que nos congraça, tudo que no seu íntimo se esforça por abrir o clamor que nos inflama

Sabe amar o seu próximo e a si mesmo, pois Jesus deixou na Terra o seu resumo

E no tempo, esse amor de si declama

 

Hide picture